Início / Artigos / Resident Evil 2 [Leon]- Primeiras impressões

Resident Evil 2 [Leon]- Primeiras impressões

A Brasil Game Show 2018 teve seu dia de imprensa em 10 de outubro de 2018 e o Play4Fun esteve la experimentando ou tentando experimentar as demos dos lançamentos, e entre trancos e barrancos com uma entrada tumultuada a jornada começou e postamos vários stories no instagram.com/play4funworld das idas e vindas, mas vamos dar inicio a sessão de impressões do que conseguimos por la.

RESIDENT EVIL 2

O clássico RE2 teve demo jogável na feira com espaço temático em estande próprio e no estande das Lojas Americanas com cosplay e um veiculo da RPD, isso por si só já elevou a posição do hype em cima do jogo que eh uma releitura do clássico de Playstation 1, enquanto a @ninfapeach iniciou a sessão pela historia de Claire, iniciei minha jornada com Leon pra podermos ter opiniões sobre as duas `demos` disponíveis.

Mesmo sendo de conhecimento dos fãs é valido ressaltar que o estilo de câmera isométrico freezado foi abandonado no remake dando lugar a perspectiva em terceira pessoa, aquela mesma que fomos  apresentados de RE 4 ao RE6.

O estilo de gameplay do titulo é basicamente o mesmo de RE4 não devendo nada ao clássico e como remake isso era de se esperar, porem para os que tem problema com câmera livre é aqui que a situação complica porque o clássico era linear e nesse ponto a forma como a mira e movimentação de câmera funciona em RE2 é semelhante a RE4, talvez por ser demo isso ainda não tenha sido finalizado de fato e a impressão é que estamos arrastando a câmera para os lados seja para movimentar a visão ou a mira, já a posição da câmera para o personagem funcionou como uma boa nova perspectiva para RE2.

Graficamente o jogo entrega um bom conteúdo com texturas bem definidas e realça quão bom Resident Evil já foi, uma demo é só uma partícula da obra em si e vale ressaltar que todo cuidado que tiveram com cenário,  objetos  e modelo não  houve com o cabelo dos personagens, e tratando de um titulo feito para ser lançado em 2019 isso cria um contraste feio dentro da própria gameplay. É como ter o gráfico em ultra e só o cabelo em low, acaba sendo algo muito estranho em um remake que tenta entregar um clássico para geração atual.

Em resumo RE2 é uma nova perspectiva para os nostálgicos curtirem e uma forma de atrair novos jogadores para a serie, eu em particular como PC Gamer fui prestar atenção em detalhes minuciosos como o que já citei sobre a diferença da qualidade entre textura de cabelos e o resto, mas nem por isso deixei de olhar a qualidade da resolução em si, taxa de fps e o delay de comando, é interessante como esse RE2 mostra a evolução de tudo e agora só nos basta aguardar para podermos reviver a aventura de Leon e Claire de forma completa e com tempo para explorar novamente um clássico de PSX (Playstation, Playstation 1).

Eu curti? Curti. Sou fã? Sou fã. Vai ser o melhor jogo do ano? Se no ano em que ele foi lançado não foi não é agora que vai ser, ele é apenas uma nova perspectiva pra algo que já existe e não algo novo como foi Tomb Raider (2013), mas agora é esperar e ver como serão os próximos títulos da série ou se RE3 com Nemesis também recebera essa nova perspectiva. – João ‘Play4Fun: RE’

Sobre João

João
Ainda ando por Lordran, mas vivo no universo 7 da vila de Konoha enquanto navego nos mares do novo mundo de um dojo qualquer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.